André de Paula profere discurso e confirma agenda ambiental

André de Paula lista temas prioritários da agenda legislativa na área ambiental

Jornal da Câmara/ Plenário
Sexta-feira, 06 de março de 2009
Foto: Laycer Tomáz
2009-03-05_andre-de-paula_sefot-laycer-tomazO deputado André de Paula (DEM-PE) alertou ontem que a crise econômica mundial impõe um olhar ainda mais atento à elaboração de uma pauta ecologicamente respeitável. Em seu entendimento, há itens que devem merecer prioridade na agenda legislativa, como mudanças climáticas, combate ao desmatamento amazônico, prevenção de incêndios e queimadas nos biomas nacionais, principalmente naqueles que ainda não estão protegidos pela Constituição.
“Quero fazer menção otimista ao compromisso assumido pelo presidente Michel Temer de que essas questões, que podem e devem ser incluídas de imediato na pauta, o serão ao longo deste ano. Estarei no plenário desta Casa cobrando para que isso ocorra”, avisou.
Balanço – Ao fazer um balanço da sua gestão na presidência da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, André de Paula disse que buscou priorizar questões contemporâneas, como desmatamento, preservação da Amazônia, alteração do Código Florestal, conservação dos recursos hídricos, saneamento básico e mudanças climáticas.
“Não nos descuidamos, no entanto, de outras matérias igualmente importantes, que, embora de menor repercussão na mídia, exigiram igual ou maior dedicação do colegiado, que sempre atuou com olhar atento e reconhecida diligência técnica”, afirmou.
Segundo o parlamentar, a comissão apreciou mais de 60 proposições e realizou mais de 20 audiências públicas, no ano passado. “Também realizamos ou apoiamos seminários que contribuíram, decisivamente, para o aprofundamento de temas como a biodiversidade marinha, a revisão da legislação ambiental, o pagamento por serviços ambientais, a sustentabilidade em edificações públicas e a destinação de madeiras ilegais apreendidas”, ressaltou.
Discurso e ações – No entanto, o deputado lamentou que no Brasil ainda haja um “enorme fosso” entre o discurso dos agentes de governo e as ações efetivamente implementadas. “Há boas ideias e boas intenções, mas poucos recursos e quase nenhuma decisão política”, criticou.
Um exemplo disso, acrescentou, é o Plano Nacional sobre Mudanças do Clima, lançado pelo governo no final do ano passado. Apesar de ter levado longo período para ser concebido, observou o parlamentar, “em nenhum momento foi discutido com a sociedade civil e mostrou-se excessivamente tímido”. André de Paula defendeu mais discussão no sentido de aperfeiçoar o plano.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: